ZUMBILÂNDIA - Atire Duas Vezes

Antes mesmo de zumbis estarem na moda e de serem casualmente jogados em conversas sobre games, filmes e séries, há quase exatos 10 anos, Zumbilândia foi lançado. 

Um filme de ação, comédia e referências, muitas referências, com os até então conhecidos – hoje consagrados e premiados Emma Stone, Woody Harrelson, Jesse Eisenberg e Abigail Breslin.

Conferi o filme na pré-estréia/cabine de imprensa com as queridas Cami e Lulu do Serial Cookies e, pela primeira vez, temos um texto desenvolvido a partir de um debate tripo.

10 anos depois, o elenco se reuniu para fazer um novo filme, Zumbilândia: Atire Duas Vezes, recheado daquilo que fez o primeiro encantar o público: piadas, ação, sangue, uma química incrível do elenco e convidados e zumbis, muitos zumbis, mas por incrível que pareça, SEM o foco nos zumbis. E é isso a melhor parte para quem não gosta tanto de zumbis, o foco nos humanos e na dinâmica entre entres que flui de forma divertida.


A história se passa anos depois do primeiro filme, com nossos queridos protagonistas tomando a Casa Branca como novo lar (não é spoiler, afinal, está no trailer). Como se trata de um filme de comédia, não há foco nenhum na parte política, mas na diversão em serem os poucos seres humanos vivos sem compromissos ou burocracias, que podem agir como se todo dia fosse natal.

Porém, claro, como estamos falando de seres humanos, há embates sentimentais em um núcleo familiar por conveniência e não por opção. Neste filme, a "pequena" Little Rock (Abigail), que no anterior era uma criança, está experienciando a fase adolescente e a busca por conviver com pessoas de sua idade. Na primeira oportunidade, foge para uma espécie de Disney-Woodstock em uma colônia onde há outros sobreviventes do apocalipse zumbi. Ao partir em busca dela, temos novamente um road movie muito divertido, com várias passagens engraçadas e diálogos rápidos e cheios de referências. Falar delas estragaria a surpresa, mas se prepare para vários "uau, tal coisa!".

Para quem gosta deste tipo de filme, é um prato cheio, afinal, combina ação com comédia de uma forma inteligente e ágil. 

Não há mensagens muito profundas, assim como o filme não se leva a sério. Os novos personagens compõem bem com o elenco principal, trazendo uma dinâmica refrescante e que funciona nesse roteiro leve. 

Vale a ida ao cinema para rir, se divertir com os amigos, comer uma pipoca e sair debatendo as referências, desde  a HQ deWalking Dead, até Lincoln e seu quarto na Casa Branca.

Fique de olho em ZoeyDeutch, grande destaque da nova geração, em um papel divertidíssimo. Ah, tem cena pós crédito, e está de matar.

Em alta

OS TRÊS MOSQUETEIROS - D´ARTAGNAN - cinema em seu melhor

'BATEM À PORTA" - Um filme que faz sentir

CREED III